Prefeitura Municipal de Caxias > Notícias > Saúde > Órgãos de saúde oferecem serviços à população na Feirinha da Gente

A Feirinha da Gente desse domingo (28) contou com diversos serviços de saúde às pessoas que frequentaram o local.

As ações tiveram a participação do Programa Municipal de Combate à Hanseníase através da Campanha Janeiro Roxo, Unidades Básicas de Saúde, Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) e a Coordenação de Assistência Farmacêutica, em alusão ao Dia do Farmacêutico (comemorado no último dia 20 de janeiro).

O vendedor João Batista aproveitou a ocasião para fazer uma avaliação.

“Esse serviço é uma maravilha, a gente tem que sempre ficar atento à saúde. Aqui recebi informações sobre Hanseníase; já verifiquei minha glicemia, pressão arterial e, graças a Deus, está tudo bem!”, relatou o vendedor.

Kátia Maria, coordenadora municipal da Assistência Farmacêutica, falou sobre a importância da ação e parabenizou todos os farmacêuticos.

“Eu quero aqui agradecer a importante parceria do CTA com os testes rápidos para HIV e Sífilis e, aproveito para parabenizar toda classe farmacêutica pela data de 20 de janeiro, Dia do Farmacêutico, esse importante profissional de saúde”, disse a coordenadora.

O enfermeiro Ivo Ferro, Coordenador do Programa Municipal de Hanseníase, lembrou que na última sexta-feira (27) um trabalho de campo foi realizado na UBS do bairro Mutirão com ações alusivas ao Janeiro Roxo.

Kelma Bezerra, coordenadora CTA, e Kátia Maria, coordenadora municipal da Assistência Farmacêutica.

“Fizemos visitas em 62 domicílios com 220 atendimentos, panfletando e levando orientações; foram 53 pessoas examinadas com 09 casos suspeitos de Hanseníase encaminhados para Unidade de Saúde. Hoje, na Feirinha da Gente, o trabalho é educativo, orientando a população sobre a Campanha Janeiro Roxo e sobre a Hanseníase. Nessa terça-feira, dia 30, a Campanha encerra com atividades no bairro Cangalheiro”, lembrou o coordenador.

SOBRE A CAMPANHA:

Em 2016, o Ministério da Saúde oficializou o mês de janeiro e consolidou a cor roxa para campanhas educativas sobre a doença. A Hanseníase coloca o Brasil em 2º lugar no número de casos, atrás apenas da Índia. O diagnóstico precisa ser feito o quanto antes. A doença pode ser diagnosticada em uma consulta médica, em consultório ou ambulatório. O serviço público de saúde em todo Brasil oferece gratuitamente o tratamento.

Obs.: Todas as pessoas que convivem ou conviveram com um paciente de Hanseníase devem ser examinadas.

 

Confira mais fotos: