O concurso “Papai Noel Iluminado”, promovido pela Prefeitura de Caxias por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Patrimônio Histórico, Esporte, Turismo e Juventude apresenta aqui, no site oficial da Prefeitura, os três candidatos que disputam a sua preferência para se tornarem o Papal Noel do Natal Iluminado de Caxias em 2017.

O mais votado pelos internautas será o escolhido e ganhará a premiação no valor de R$ 2.000,00.

Diferente do Papai Noel tradicional vendido pela mídia: gordinho, velhinho e barbudo, o Papai Noel do Natal Iluminado é alguém que realiza um trabalho que faça a diferença na comunidade onde ele reside.

A votação é aberta ao público aqui pelo site, assista aos vídeos de cada candidato, avalie, vote (clicando no texto ou nome do candidato, a borda ficará azul, abaixo do último vídeo aparece o nome VOTAR, onde você pode confirmar a sua escolha) e compartilhe o link: (http://caxias.ma.gov.br/concurso-papai-noel-iluminado/).

Candidatos:

Manoel Moura da Silva é um trabalhador quilombola, morador do povoado Jenipapo. Desde o ano de 1983 desenvolve vários trabalhos sociais voltados para comunidades quilombolas.  Anualmente, seu Manoel beneficia a sua comunidade por meio do Governo Federal com a aquisição de cinco mil quilos de alimentos.

“Por isso eu quero ser o Papai Noel, para que eu possa trazer mais benefícios para as crianças, filhos dos negros carentes das comunidades Quilombolas. Faço o trabalho com amor, até porque eu vejo os meus irmãos todos carentes, e eu tenho aquela amizade e aquele amor aos meus irmãos das comunidades carentes. Desenvolvo trabalhos em dezesseis comunidades quilombolas, trabalho a três anos com o projeto ‘Vida de Negro’ e quero ser Papai Noel, para ajudar esses filhos de pessoas carentes”.

Wenderson Ferreira da Silva reside no Centro de Caxias, na Travessa Acrísio Cruz. Trabalha há 10 anos no projeto “Aprender”, resultado de uma parceria desenvolvida com um grupo de amigos. Durante o ano, vários trabalhos são realizados em benefício da comunidade: Festa das Crianças; Festa dos Reis; Festa do Gari, que em 2017 escolheu a “Miss Gari”. O projeto “Aprender” beneficia principalmente crianças do Mutirão. O projeto já beneficiou aproximadamente 1.000 (mil) pessoas, sendo realizado gratuitamente.

“O trabalho é feito com amor e a gente recebe apenas a gratidão e a satisfação de estar podendo ajudar as pessoas. Eu gostaria de ser o Papai Noel Iluminado para que a gente pudesse ter um pouco mais de visualização e pudesse ajudar ainda mais pessoas nesse Natal, falando um pouco mais sobre o projeto e do sentido do Natal. O Natal é esse sentido de ajuda, é esse sentido de gratidão mesmo pela vida e por tudo isso que temos de graça. Gostaria que você pudesse votar em mim para que eu pudesse realizar esse momento, esse Natal Iluminado para muitas pessoas”.

Mauro da Conceição Pereira Silva tem 40 anos, mora na Rua Aniceto Cruz, no Bairro Trizidela. Na comunidade desenvolve um trabalho cultural com um grupo de Carimbó junto às  crianças. Também realiza mobilizações formando caravanas (excursões), viabilizando a possibilidade de muitas pessoas poderem realizar o sonho de conhecerem outras cidades, saindo em busca de patrocínios para tornar o sonho possível. O candidato afirma realizar as ações há 19 anos.

“Eu me candidatei para ser o Papai Noel porque eu já me sinto o Papai Noel desde o começo. Quando as pessoas passam por mim, as crianças passam por mim, as pessoas chamam ‘é o tio Mauro, é Mauro pra cá, é Mauro pra lá’, então, eu já me sinto Papai Noel, não pelo Natal, mas pelo dia a dia. Eu já realizo há 19 anos; é um sonho, para mim é uma alegria. Eu faço de coração, Deus sabe que eu faço é de coração, porque eu amo esse trabalho. Pra mim não é mais um trabalho, é uma conquista estar com essas pessoas humildes, principalmente as crianças que são as crianças de rua, que são as crianças abandonadas. Se eu pudesse levar todos no coração, com certeza eu faria isso. Tô aqui para ser o Papai Noel, para me sentir como Papai Noel. O Papai Noel é aquele que ama, que abraça, abraça como se estivesse abraçando o mundo”.

 

 

Palavras chaves: ,